buenozdiaz


Casa Aberta na Revista PIX

capa-pix

Na última sexta-feira (19/12) saiu na revista PIX on e off line,
o projeto Casa Aberta.

Para saber mais sobre o trabalho, clique aqui e veja o post publicado no lançamento do projeto.

Se você já conhece o trabalho e quer ir direto à transmissão, clique aqui.

photo-801



MobileCamp
December 18, 2008, 1:34 pm
Filed under: Uncategorized | Tags: , , , , ,
mobilecamp_breno_foto_derepente

Lucas Bambozzi (criador do festival arte.mov) e Breno (contando sua fantástica história sobre o desbloqueio de iphones no Brasil)

Participei no último sábado, dia 13/12/08, do MobileCamp, evento que reuniu hardusers de dispositivos móveis de vários campos do conhecimento: das artes, marketing, fuçadores, educadores, advogados, dentistas, etc. Todos estes apresentaram mini-palestras de 8 minutos, a fim de levantar alguma questão que seria discutida num segundo momento do evento chamado de desconferência. Este segundo momento não aconteceu porque as palestras se extenderam mais do que deveriam.

Segue a lista dos palestrantes: http://mobilecamp.pbwiki.com/palestras

A descrição da minha fala foi:

Eletrônico-digital: por uma arte em mídias móveis A partir das novas possibilidades de integração entre sistemas eletrônicos e digitais, será colocada em questão a utilização de celulares como ativadores e transformadores de espaços físicos, de arquiteturas e funcionamentos dos espaços públicos e privados.

Para exemplificar, utilizei o projeto Casa Aberta e também o projeto alemão Blinkenlights [veja abaixo o vídeo]. Também falei do Arduino e o Proce55ing.



Game Ativismo e Mídia Ativismo [game_cultura – sesc pompéia]
December 3, 2008, 5:19 pm
Filed under: Uncategorized

Complementando o post anterior…

Pedopriest [game desenvolvido pela Molleindustria.org]

Operation: Pedopriest - game desenvolvido pela Molleindustria.org

Ministrei ontem, no Sesc Pompéia, a oficina de game ativismo e mídia ativismo. Na oficina, procurei contextualizar o game ativismo, eliminando a idéia de um isolamento desta estratégia somente ao mundo dos games, mas estabelecendo relações com as artes e com o ativismo em geral.

Alguns trabalhos apresentados que dialogam mais diretamente com o game ativismo, foram aqueles desenvolvidos pela Molleindutria.org. São jogos muito políticos, alguns que tratam do abuso de crianças por padres, da exploração do petróleo, das guerras entre religiões e como eu já havia citado, do processo de fabricação dos lanches do Mc Donald’s, seja pelos maus tratos aos animais, seja pelas péssimas condições de trabalho.Veja o site e jogue, os games estão online e são de muito fácil acesso: http://www.molleindustria.org/en/home

Heart Spray - Velvet-Strike

Heart Spray - Velvet-Strike

Apresentei também o site Velvet-Strike, que permite aos jogadores do game Couter-Strike, grafitarem mensagens de paz nas paredes do game, através de um plugin que a autora desta proposta ensina a instalar. Conheça o site e crie seu stencil: http://www.opensorcery.net/velvet-strike/

Por fim, falei um pouco sobre os games de realidades mistas [veja posts anteriores], como possibilidade de novos desenvolvimentos em game ativismo, no sentido de que se nos games ativistas atuais o jogador é colocado na função de articulador das questões políticas, sociais, ambientais, etc. Nos games de realidades mistas, está realidade, talvez pudesse ser vivenciada de forma mais intensa do que somente no plano virtual.

A principal referência nacional utilizada na palestra, para falar de mídia tática e ativismo, foi Ricardo Rosas, falecido em 2007, responsável pelo site www.rizoma.net

Esta mesma palestra foi dada por ele no último game_cultura, portanto a minha responsabilidade foi ainda maior em tentar responder às expectativas da oficina.